terça-feira, 26 de março de 2013

Visita do DTS à GALLAECIA PETREA



Por Carolina Horstman

O passado 23 de Março de 2013, o DTS teve a honra de assitir ao convite levado a cabo pelo Homem da Pedra para visitarmos a exposição GALLAECIA PETREA apresentada na Cidade da Cultura de Santiago de Compostela. A iniciativa e organização levada a cabo pelo nosso amigo Homem da Pedra foi secundada por quase uma vintena de pessoas que chegamos um dia de chuva tradicional galego e compostelano. Pela nossa parte ainda não tivéramos oportunidade de visitarmos o famoso edifício do Gaias que tantos rios de tinta fez correr quer pelo seu tamanho como pela sua discutida utilidade.
A visita decorreu por vários dos andares de um dos edifícios do complexo da Cidade da Cultura em cada um dos quais estava uma época histórica do nosso passado. Na sala da Pré-história e Proto-história pudemos desfrutar da visão de diferentes peças levadas ali desde alguns dos museus mais importantes da velha Galécia histórica. Vieram peças de Braga e de Ourense, de Ponte Vedra e de Trás-os-Montes... Havia material lítico paleolítico e neolítico, fotos e imagens da cultura megalítica, assim como utensílios de labor e adornos que os nossos antepassados portavam com orgulho e religiosidade. Também pudemos desfrutar da visão de soldados castrejos representados em pedra, representações de figuras orantes, símbolos solares e restos de portas das casas dos nossos antepassados céltas. 
Na zona correspondente a Roma vimos como a impronta nativa se impôs sobre o forâneo trazido de terras latinas nas estelas funerárias e nas aras onde se faziam oferendas a deuses galaicos sob apariência romana.
A Idade Média monstrou-nos a arte sueva e galaica de época visigoda guardada em desenhos também em pedra assim como arte paleocristão, românico e gótico até a entrada da época Moderna onde descubrimos planos da catedral de Compostela ou esculturas de diversos autores e diferentes motivos.
Foi a época Contemporânea que excitou igualmente a nossa curiosidade com esculturas de autores bem conhecidos à vez que uma imensa foto em perspetiva do Monte Pindo, o nosso Olimpo Celta, presidia a planta baixa do edifício visitado por nós.
Se bem é certo que o edifício estava e está praticamente vazio também é certo que se lhe pode dar utilidade, com um "Arquivo de Galiza" que poderia conter toda a documentação sobre o passado do nosso País espalhada por alguns arquivos situados fora da Galiza onde nem fazem falta nem ajudam aos investigadores do nosso passado a fazerem o seu trabalho de reconstrução da nossa História manipulada e politizada por interesses espúrios. O material guardado nos Arquivos de Simancas ou de Salamanca bem poderíam guardar-se nesse "Arquivo de Galiza", não sei se criado "ad hoc" ou se criado para que alguém se lhe ocorra tal cousa. O que sim sabemos é que fora da Galiza não fazem absolutamente nada que não seja inutilizar o estudo do passado do nosso País e obstaculizar a consulta dos textos de épocas passadas.
A biblioteca do Gaiás, absolutamente vazia também poderia ser utilizada com interessante bibliografia para poder ser consultada por pessoal interessado e a ideia dum Museu Nacional Galego recolhendo todo o material artístico e histórico do País sobrevoou as conversas do grupo que viu a necessidade de centralizar o património mais interessante sem que isso seja motivo para lhe tirar vida aos Centros de Interpretação e Museus secundários como o de Ourense (fechado há mais de doze anos e inutilizado por razões desconhecidas) ou o de Ponte Vedra que fariam o seu labor local e regional.
A iniciativa do Homem da Pedra está sendo importante como organizador deste tipo de eventos que contam com os nossos parabéns e a nossa colaboração. Foi o passado dia 23 de Março, foi posteriormente o 24 domingo na visita de Santa Marinha de Águas Santas e sera o próximo dia 30 numa segunda visita à Cidade da Cultura. Esta última é de graça, quer dizer, pode assistir todo o mundo sem necessidade de pagar por entrar porque estão sendo os últimos dias de exposição e assim é estabelecido pela organização da exposição. Esse dia 30 de Março nós não poderemos acompanhar a visita guiada por guias de luxo mas vai o nosso desejo de sucesso e o nosso apoio.


video

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...